Links Preferidos
e-zyDigital
Puell´art
Rosa Fucsia
Victor Lages
Origens
Ismabera my photos
Luis Graça e Camaradas Guiné
Luís Graça e Cam.Guiné-Victor Garcia
Coisas do MR, Guiné
Sitio do Andarilho
Sport Lisboa e Benfica
Time Ticker
Portal dos Sites
Gutenberg
Portugal Institucional
Bing Maps
Google Maps
Wikipédia
1000 Imagens - Fotografia
Musica Tradicional Portuguesa
Anos 60-70 - Anos Dourados
Musica.com


Página de
Victor Garcia


Página Wikipédia da Região de Lisboa
Região de Lisboa
Sub-Regiões de Lisboa
  Sub-Região da Grande Lisboa     Sub-Região da Peninsúla de Setúbal  
Grande Lisboa Península Setúbal
=================================================================================================
Página Wikipédia da Sub-Região da Grande Lisboa
Sub-Região,Grande Lisboa
Concelhos da Grande Lisboa
Amadora Cascais Lisboa Loures Mafra Odivelas Oeiras Sintra Vila Franca de Xira
Amadora Cascais Lisboa Loures Mafra Odivelas Oeiras Sintra V.F.Xira
=================================================================================================
Página Wikipédia da Vila de Sintra
Sintra
Algueirão - Mem Martins
Panoramicas do Bairro da Cavaleira (Night and Day)
Bairro da Cavaleira com vista para as Belezas de Sintra Palácio da Pena e Castelo dos Mouros vistos do Bairro da Cavaleira
Parque Urbano da Cavaleira Parque Urbano da Cavaleira (Panoramica) Parque Urbano da Cavaleira

Algueirão-Mem Martins é uma freguesia portuguesa do concelho de Sintra, com 16,37 km² de área e 102 413 habitantes (2004). Densidade: 3 821,4 hab/km².
A freguesia do Algueirão-Mem Martins foi criada em 5 de Janeiro de 1962, e elevada a vila em 1 de Fevereiro de 1988, tornando-se a vila mais populosa de Portugal e a única vila portuguesa com mais de cem mil habitantes, a partir de 2001, logo após a elevação da antiga freguesia de Agualva - Cacém a cidade, que até à data fora a maior freguesia da europa. A Freguesia caracteriza-se por duas zonas distintas, uma urbana (Algueirão, Mem Martins, Mercês e
Tapada das Mercês) e outra com características rurais (Sacotes, Baratã, Recoveiro, Casal da Mata, Raposeiras,
Pexiligais, Coutim Afonso e Barrosa).
Existe ainda uma demarcada zona industrial situada no Bairro de S. Carlos.
Tem por oragos São José e Nossa Senhora da Natividade.

Vila de Sintra
Viila de Sintra (Vista do Palácio da Regaleira) Viila de Sintra (Vista do Palácio da Regaleira) Viila de Sintra (Vista do Palácio da Regaleira)
Sintra á noite Museu de Arte Moderna Palácio Nacional Sintra á noite
Vila de Sintra Vila de Sintra e Castelo dos Mouros (Vistas do Palácio da Regaleira) Viila de Sintra (Vista do Palácio da Regaleira)
Museu do Bonsai em Sintra
PPS Museu do Bonsai Sintra
Belezas de Sintra
PPS Belezas de Sintra
Museu do Bonsai em Sintra PPS Museu do Bonsai Sintra

Sintra é uma vila portuguesa no Distrito de Lisboa, na região de Lisboa, sub-região da Grande Lisboa e na Área Metropolitana de Lisboa.
É sede um município com 317 km² de área e 377 249 habitantes (2011), subdividido em 20 freguesias.
O município é limitado a norte pelo município de Mafra, a leste por Loures e Odivelas, a sueste pela Amadora, a sul por Oeiras e Cascais e a oeste pelo oceano Atlântico.
A Vila de Sintra inclui o sítio Paisagem Cultural de Sintra, Património Mundial da UNESCO e tem recusado ser elevada a categoria de cidade, apesar de ser sede do segundo mais populoso município em Portugal, segundo a Câmara Municipal de Sintra.

Quinta e Palácio da Regaleira
Biblioteca
O Palácio da Regaleira é o edifício principal e o nome mais comum da Quinta da Regaleira.
Também é designado Palácio do Monteiro dos Milhões, denominação esta associada à alcunha do seu primeiro proprietário, António Augusto Carvalho Monteiro. O palácio está situado na encosta da serra e a escassa distância do Centro Histórico de Sintra estando classificado como Imóvel de Interesse Público desde 2002.
Carvalho Monteiro, pelo traço do arquitecto italiano Luigi Manini, dá à quinta de 4 hectares, o palácio, rodeado de luxuriantes jardins, lagos, grutas e construções enigmáticas, lugares estes que ocultam significados alquímicos, como os evocados pela Maçonaria, Templários e Rosa-cruz.
Modela o espaço em traçados mistos, que evocam a arquitectura românica, gótica, renascentista e manuelina.
Colares - Praia Grande
Praia Grande Praia Grande Hotel Arribas na Praia Grande Hotel Arribas na Praia Grande
Praia Grande Praia Grande Praia Grande Praia Grande
Praia Grande Praia Grande Praia Grande Praia Grande
Praia Pequena Praia Pequena Praia Pequena Praia Pequena

Praia Grande é uma das mais conhecidas praias do município de Sintra, em Portugal.
Oferece um areal relativamente extenso - daí o seu nome. Frequentada por uma grande quantidade de banhistas, na sua maioria jovens, a praia é famosa pelas óptimas condições para a prática do surf e do bodyboard. Assiste-se nesta praia, todos os anos, a diversas provas de desportos náuticos, entre eles o campeonato mundial de bodyboard.
A nível científico, o local atrai turistas e curiosos que pretendem observar in loco as pegadas de dinossauro que se encontram marcadas nos rochedos ao fundo da praia.
A Praia Grande é ainda uma estância de veraneio para muitos habitantes da região de Lisboa e muito popular entre o jet set da capital portuguesa. É servida por um apeadeiro do Eléctrico do Banzão desde 1980 e no período 1904-1958.

Colares - Praia das Maçãs
Praia das Maçãs Praia das Maçãs Praia das Maçãs Praia das Maçãs
Praia das Maçãs Praia das Maçãs Praia das Maçãs Praia das Maçãs
  Vista da Praia das Maçãs  
A Praia das Maçãs é uma estância balnear na foz da ribeira do mesmo nome, composta por praia e povoação anexa, situada na costa da freguesia de Colares, no concelho de Sintra, em Portugal.
A povoação é servida pelo Eléctrico de Sintra desde 1980 e já o fora em 1904-1958, sendo o término da linha com excepção do período de 1930-1955, quando o serviço esteve alargado à vizinha praia das Azenhas do Mar. O pintor José Malhoa retratou a vida balnear local no seu quadro Praia das Maçãs, pintado a óleo sobre madeira em 1918.
Colares - Azenhas do Mar
Azenhas do Mar Azenhas do Mar Azenhas do Mar Azenhas do Mar
Azenhas do Mar Azenhas do Mar Azenhas do Mar Azenhas do Mar
Azenhas do Mar Azenhas do Mar Fonte das Azenhas do Mar Painel de Azulejos na Fonte das Azenhas

As Azenhas do Mar é uma aldeia no litoral do concelho de Sintra, freguesia de Colares.
Desenvolvendo-se ao longo de uma ribeira/linha de água que corre para o Atlântico e quebra as arribas da costa, e na qual existiam azenhas (daí o nome), tem na base uma praia na qual existem uma piscina oceânica.
Para além do pitoresco da paisagem natural, existem nas Azenhas várias edificações de interesse, particularmente no Estilo Português Suave, nomeadamente com azulejaria nas fachadas, como é o caso da escola e a residência para o professor. Presença em todos os roteiros turísticos de Portugal, é actualmente local de segunda habitação de muitos, sendo que a sua população residente se situa nos 800 habitantes.
Tradicionalmente, para além da actividade de moagem, as principais actividades era a agricultura, com especial relevo para o vinho e alguma pesca e recolha de mariscos (percebes, lapas.
Da memória das gentes do mar ficou devoção a Nossa Senhora do Mar, mas sobretudo celebra-se São Lourenço, santo padroeiro da terra e protector da vinha, cuja procissão se realiza todos os anos em Agosto, fazendo fé nos santos o povo carrega-os até à beira mar para a espectacular "bênção".
O desenvolvimento das Azenhas como estância balnear ocorreu em meados dos 30, quando a 31 de Janeiro de 1930, foi inaugurada a linha do Eléctrico do Banzão até às Azenhas do Mar.
Segundo a tradição local, inauguração esteve envolvida em grande festa, com um dos homens amantes da terra, o "Tota", a colocar o chafariz do Arcão a deitar o famoso "Vinho de Colares".
Para a produção do Vinho de Colares, cultivam-se nas as Azenhas as uvas "Ramisco", que eram plantadas em covas no solo de areia (para fazer os buracos, os agricultores protegiam-se com cestas de vime em torno do buraco, não fosse uma derrocada tirar a vida a alguém), para chegar ao barro húmido, covas que chegavam a ter 10 e mais metros de profundidade, e era ai que colocavam os bacelos para que dentro de anos começassem a brotar à superfície, chegando esta fase teríamos que esperar mais uns bons 6 a 7 anos, guiando com carinho a vinha rente à areia para que o calor da mesma acelerasse a maturação das uvas, em vinhas viradas ao mar, em pequenas parcelas de muros de pedra solta.

Colares - Santuário da Peninha
Visão Panorâmica com destaque para a praia do Guincho
Peninha Peninha Peninha Peninha
Peninha Peninha, Capela de Nossa Senhora da Penha Peninha Visão da Peninha para Norte

A Capela de Nossa Senhora da Penha ou Santuário da Peninha, é um edifício situado numa elevação da Serra de Sintra, na freguesia de Colares, no concelho de Sintra, em Portugal.
Foi edificada no no fim do século XVII, por Frei Pedro da Conceição. Possui um interior em estilo barroco, com azulejos do séc XVIII retratando cenas da vida da Virgem Maria. A vista a partir do santuário abarca uma grande parte da costa, desde as Berlengas, a Norte, até ao Cabo Espichel, a Sul.

Imagens Fotográficas de: Victor Garcia ================ Mapas,Brasões e Textos de: http://pt.wikipedia.org/
Voltar ao topo ============Voltar á lista