Links Preferidos
e-zyDigital
Puell´art
Rosa Fucsia
Victor Lages
Origens
Ismabera my photos
Luis Graça e Camaradas Guiné
Luís Graça e Cam.Guiné-Victor Garcia
Coisas do MR, Guiné
Sitio do Andarilho
Sport Lisboa e Benfica
Time Ticker
Portal dos Sites
Gutenberg
Portugal Institucional
Bing Maps
Google Maps
Wikipédia
1000 Imagens - Fotografia
Musica Tradicional Portuguesa
Anos 60-70 - Anos Dourados
Musica.com


Página de
Victor Garcia


Página Wikipédia da Região de Lisboa
Região de Lisboa
Sub-Regiões de Lisboa
  Sub-Região da Grande Lisboa     Sub-Região da Peninsúla de Setúbal  
Grande Lisboa Península Setúbal
=================================================================================================
Página Wikipédia da Sub-Região da Grande Lisboa
Sub-Região,Grande Lisboa
Concelhos da Grande Lisboa
Amadora Cascais Lisboa Loures Mafra Odivelas Oeiras Sintra Vila Franca de Xira
Amadora Cascais Lisboa Loures Mafra Odivelas Oeiras Sintra V.F.Xira
=================================================================================================
Página Wikipédia de Lisboa
Lisboa
Baixa Pombalina " e Arredores "
Lisboa, vista do Jardim de São Pedro de Alcântara
Cais das Colunas no Terreiro do Paço Cais das Colunas no Terreiro do Paço (em 2014) Terreiro do Paço (Praça do Comércio) Terreiro do Paço (Praça do Comércio)
Terreiro do Paço (Praça do Comércio) Rua Augusta Rua Augusta Rua Augusta
Av.Ribeira das Naus (em 2014) Av.Ribeira das Naus (em 2014) Av.Ribeira das Naus (em 2014) Av.Ribeira das Naus (em 2014)
Av.Ribeira das Naus (em 2014) Av.Ribeira das Naus (em 2014) Av.Ribeira das Naus (em 2014) Av.Ribeira das Naus (em 2014) Cacilheiro Trafaria Praia
Rua Aurea (Rua do Ouro) Praça do Rossio Praça do Rossio Praça do Rossio (Estátua de D. Pedro IV)
Praça do Rossio (Teatro D. Maria II) Rossio (Estação do Rossio) Praça da Figueira (Estátua equestre de D. João I) Praça da Figueira com a vista do Castelo de São Jorge
Restauradores (Monumento dos Restauradores) Elevador da Glória Elevador da Glória Jardim de São Pedro de Alcântara
Jardim de São Pedro de Alcântara Jardim de São Pedro de Alcântara (Miradouro) Lisboa, vista do Jardim de São Pedro de Alcântara) Lisboa, vista do Jardim de São Pedro de Alcântara)
Lisboa, vista do Jardim de São Pedro de Alcântara) Lisboa, vista do Jardim de São Pedro de Alcântara) Largo Trindade Coelho Largo Trindade Coelho
Largo do Carmo (Quartel do Carmo) Largo do Carmo Carmo (Museu Arqueológico) Elevador de Sta.Justa
Lisboa, vista do Elevador de Sta.Justa) Lisboa, Rossio visto do Elevador de Sta.Justa) Lisboa, Castelo de São Jorge visto do Elevador de Sta.Justa) Lisboa, vista do Elevador de Sta.Justa)
Rua Garrett ao Chiado Igreja dos Mártires (Rua Garrett) Igreja Nossa S.da Encarnação (Chiado) Largo do Chiado
Praça Luís de Camões Lisboa e o Rio Tejo vistos do Miradouro de Sta.Catarina Miradouro de Sta.Catarina (O Adamastor)
Travessa da Laranjeira no Bairro da Bica Calçada e Elevador da Bica Calçada e Elevador da Bica Travessa da Portuguesa no Bairro da Bica
Praça de São Paulo Calçada da Bica Grande Igreja de São Paulo Praça e Igreja de São Paulo
Praça Duque de Terceira (Cais do Sodré) Cais do Sodré (Estação Ferroviária) Cais do Sodré (Jardim) Cais do Sodré (Zona de lazer junto ao rio)
Jardim da Graça Lisboa vista do miradouro da Graça Igreja da Graça

A baixa de Lisboa, também chamada Baixa Pombalina por ter sido edificada por ordem do Marquês de Pombal, na sequência do terramoto de 1755, cobrindo uma área de cerca de 23,5 hectares.
Situa-se entre o Terreiro do Paço, junto ao rio Tejo, e o Rossio e a Praça da Figueira, e longitudinalmente entre o
Cais do Sodré, o Chiado e o Carmo, de um lado, e a Sé e a colina do Castelo de São Jorge, do outro.
A freguesia de São Nicolau ocupa a parte central da Baixa, sendo rodeada, no sentido dos ponteiros do relógio,
pelas freguesias dos Mártires, Sacramento, Santa Justa, São Cristóvão e São Lourenço e Madalena.

Panorãmicas Virtuais a 360º da Cidade de Lisboa (VisitasVirtuais.com)
Parque das Nações
Victor Garcia
Torre de São Rafael Centro Comercial Vasco da Gama Vasco da Gama e Torre de São Rafael
FIL á esq. e Pavilhão Atlântico á dir. Pavilhão Atlântico Pala do Pavilhão de Portugal Zona dos Vulcões de Agua
Gil - Mascote da Expo 98 Ponte Vasco da Gama Oceanário
Prédio em forma de Navio Cabeço das Rolas Ponte Vasco da Gama
Parque das Nações visto do Alto do Cabeço das Rolas Doca Maritima do Parque das Nações
Passeio Maritimo junto ao Oceanário

O Parque das Nações é a designação actual da antiga Zona de Intervenção da Expo, que inclui o local onde foi realizada a Exposição Mundial de 1998 e ainda todas as áreas sob administração da ParqueExpo, S.A.
Esta área tornou-se, entretanto, um centro de actividades culturais e um novo bairro da cidade, com perto de 15.000 habitantes (prevendo-se que o total de população seja de 25.000, daqui a poucos anos), com várias instituições culturais e desportivas próprias.
O Parque das Nações é actualmente considerado como o bairro mais seguro e mais bem frequentado da cidade de Lisboa. A sua arquitectura contemporânea, os espaços de convívio e todo o projecto de urbanização e requalificação urbana trouxeram nova dinâmica à zona oriental da cidade de Lisboa que, em 1990, ainda era uma zona industrial.
Destacam-se, como exemplos da arquitectura presente no Parque das Nações, as abóbadas das plataformas da Gare do Oriente, de Santiago Calatrava, impondo a sua linha arquitectónica; o Pavilhão de Portugal, do arquitecto português Álvaro Siza Vieira, que tem por entrada uma imponente pala de betão pré-esforçado, que se baseia na ideia de uma folha de papel pousada em dois tijolos, abrindo o espaço à cidade para albergar os diversos eventos que um espaço desta escala acolhe.

Marvila
Paquete Funchal na Matinha em Abril de 2011 Paquete Funchal na Matinha em Abril de 2011 (Adquirido em Outubro de 1961, depois de sofrer profundas remodelações voltou a navegar em Agosto 
de 2013)
Paquete Funchal
Doca do Poço Bispo
Edificio Abel Pereira da Fonseca na Av.Inf.D.Henrique Praça 25 de Abril Edificio Abel Pereira da Fonseca na P.David Leandro da Silva (Poço Bispo)
Praça David Leandro da Silva (Poço Bispo) Chafariz na Praça David Leandro da Silva (Poço Bispo) Praça David Leandro da Silva (Poço Bispo) Edificio José Domingos Barreiros na P.David Leandro da Silva (Poço Bispo)
Rua Vale Formoso de Cima Rua Vale Formoso de Cima Rua Vale Formoso de Cima
Rua Vale Formoso de Cima  (O Famoso Julio dos Caracois) Urbanização Vale Formoso Urbanização Vale Formoso Rua Vale formoso Cima (Acesso á Estação  Braço de Prata)
O Famoso Julio dos Caracois Rua Vale Formoso de Cima Velha oliveira no acesso ao Bairro do Condado Marvila (Junto ao pátio do Marialva)
Instalações e Mural da CAIS em Marvila Rua Vale Formoso Cima e Av.Inf.D.Henrique Pequeno espaço ajardinado Pequeno espaço ajardinado
R.Vale F.Cima (Chafariz junto á azinhaga da Troca) Edificio e Mural da AMI em Marvila Marvila (Antigo local do Bairro Chinês) Ruinas junto á Rua José do Patrocínio
Estação Braço de Prata Braço de Prata Braço de Prata (Estação da CP) Marvila (Junto ao pátio do Marialva)
Braço de Prata (Zona de Marvila, Chelas e Urbanização junto á R.Vale Formoso Cima) Chelas (Bairro do Condado e Bairro da Prodac)
Bairro do Condado Arco antigo no Bairro do Condado em Chelas Arco antigo no Bairro do Condado em Chelas Arco Irís no Bairro do Condado
Bairro do Condado em Chelas Bairro do Condado em Chelas Bairro do Condado em Chelas Parque de Jogos em Chelas
Coreto em Chelas Igreja Paroquial de S. Maximiliano Kolbe, em Chelas Torres em Chelas
Av.Marechal António de Spínola Chelas (Bairro do Armador e Torres da Bela Vista)
Palácio do Marquês de Abrantes Palácio do Marquês de Abrantes (interior) Igreja de Santo Agostinho Igreja de Santo Agostinho (Painel de Azulejos)
Ruinas do Palácio dos Alfinetes Ruinas do Palácio dos Alfinetes Ruinas do Palácio dos Alfinetes
Parque da Bela Vista Parque da Bela Vista Parque da Bela Vista Parque da Bela Vista (Victor Garcia)
Parque da Bela Vista Parque da Bela Vista Antigo Palácio da Bela Vista no Parque da Bela Vista Parque da Bela Vista (Zona de Merendas)
Bairro de Alvalade visto do Parque da Bela Vista Panorâmica do Parque da Bela Vista Bairro da Flamenga (Mural em Graffit á memória do Rapper MC Snake)
Av.Marechal António de Spinola
Bairro do Armador Av.Marechal António de Spinola Av.Marechal António de Spinola Palácio da Quinta do Armador e o edificio "O Lápiz"
PPS de Marvila
PPS Freguesia de
Marvila
PPS Grafites em Marvila (ppsx)
PPS Grafites em
Marvila
PPS Marvila é a nossa História (ppsx) PPS Marvila é a nossa História

Marvila é uma freguesia portuguesa do concelho de Lisboa, com 6,29 km² de área e 138 766 habitantes (2001), e densidade: 6 159,2 hab./km².
O sítio de Marvila, tão velho quanto a fundação da nacionalidade, é dos bairros mais típicos da zona oriental da cidade de Lisboa. Até ao século XIX, sucediam-se agradáveis quintas nesta vasta zona de Lisboa e era grande a fertilidade das terras banhadas pelo Tejo.
Era, até há pouco tempo, uma freguesia essencialmente rural, onde proliferavam as quintas e as hortas.
Ainda hoje, os exemplos são fáceis de detectar: a Quinta dos Ourives, a da Rosa, a das Flores, a das Amendoeiras,
a do Leal, a do Marquês de Abrantes… Estas propriedades eram exploradas, na sua maioria, por gentes originárias do norte do País e abasteciam os mercados ambulantes, espalhados pelo bairro, pela vizinhança e, mais tarde, por toda a Capital. Ao antigo mercado da Praça da Ribeira, a mercadoria chegava transportada por carroças.
Essa população originária do norte trouxe muitos dos seus hábitos e costumes, nomeadamente, a Feira da Espiga, que poderá ter origem num costume dos hortelões nortenhos. Mas de zona rural, Marvila transformou-se, com o passar dos anos, em zona urbana de fisionomia bairrista e fabril. Todavia, ainda hoje se vêem vestígios de uma grande actividade hortícola.
O palácio do Marquês de Abrantes, na rua de Marvila, ou o da Mitra, na rua do Açúcar, são verdadeiros exemplares dos vários solares que ali foram edificados. Também os monumentos de carácter religioso abundavam, como o antigo Mosteiro de Marvila. No século XX, continuou a instalação de unidades fabris desde a rua do Açúcar até Braço de Prata. São deste período as tanoarias da rua Capitão Leitão e os armazéns de vinhos de Abel Pereira da Fonseca (que, pouco antes de morrer disse a seus descendentes "enquanto o Tejo tiver água, nunca deve faltar vinho a Lisboa"). Hoje, estes armazéns estão transformados em centros culturais.
A actual Marvila, freguesia criada pelo Dec.-Lei 42.142 de 7 de Fevereiro de 1959, é bem significativa da zona periférica de uma grande cidade europeia em franco crescimento.
Beneficiou, consideravelmente, com a realização do grande evento que foi a Expo 98.
O seu padroeiro é Santo Agostinho.

São Domingos de Benfica
Sport Lisboa e Benfica - 2013-2014 Época de Ouro
PPS Sport Lisboa e Benfica
Gif "Gloriosa Victoria"
Equipa Inicial No decorrer do 1º tempo No decorrer do 1º tempo No decorrer do 1º tempo
No decorrer do Intervalo No decorrer do 2º tempo Estádio do S.L.B. Centro Comercial Colombo
Imagens do jogo para o Campeonato Nacional de Futebol 2012-2013, contra o Nacional da Madeira, disputado no Estádio do SLB, e cujo resultado foi de: Benfica 3 - Nacional 0.
Página do Sport Lisboa e Benfica na Wikipedia
Panorâmica Virtual a 360º do Estádio da Luz e arredores
Panorâmica para Norte, fotografada do 14º piso do edificio da Mallo Clinic. (Destaque para o H.Sta.Maria) Panorâmica para Sul, fotografada do 14º piso do 
edificio da Mallo Clinic.
São Domingos de Benfica é uma freguesia portuguesa do concelho de Lisboa, pertencente à Zona Norte da capital,com 4,29 km² de área e 33 745 habitantes (2011). Densidade: 7 702,3 hab/km².
Foi uma das 12 freguesias criadas pela reorganização administrativa da cidade de Lisboa de 7 de fevereiro de 1959, por desanexação de áreas das freguesias de Benfica e São Sebastião da Pedreira.
Alcântara
Casa de Fados a Cesária Restaurante e casa de Fados "Timpanas" Casa de Fados a Cesária
Largo de Alcantara Estação da CP de Alcantara Terra Igreja de Alcântara Urbanização Alcântara Rio
Ponte 25 de Abril Eléctrico Turistico na Rua 1º de Maio Mercado de Alcântara Alto de Santo Amaro
Alcantara e Ponte 25 Abril vistas do Jardim das Necessidades Rua Prior do Crato
Capela de St.Amaro Capela de St.Amaro Capela de St.Amaro Jardim de St.Amaro
Palácio Vale Flor,(Hotel Pestana Palace) Alto St. Amaro Chafariz da Junqueira ou da Cordoaria
Alcântara é uma freguesia portuguesa do concelho de Lisboa, com 4,39 km² de área e 14 443 habitantes (2001).
Densidade: 3 293,0 hab/km².
O seu nome deriva do árabe al-qantara, que significa "ponte".
Assim se chamava a ponte que atravessava a ribeira nessa área, que acabou por se chamar ribeira de Alcântara.
Prazeres
Palácio das Necessidades Palácio das Necessidades Palácio das Necessidades Jardim das Necessidades
Palácio das Necessidades Palácio das Necessidades Palácio das Necessidades Jardim das Necessidades
Jardim das Necessidades Jardim das Necessidades Jardim das Necessidades Praça da Armada
Tapada das Necessidades Tapada das Necessidades Tapada das Necessidades Palácio e Tapada das Necessidades
Tapada das Necessidades Tapada das Necessidades
Tapada das Necessidades Tapada das Necessidades
Tapada das Necessidades Tapada das Necessidades Tapada das Necessidades Tapada das Necessidades
Tapada das Necessidades Tapada das Necessidades Tapada das Necessidades Tapada das Necessidades
Tapada das Necessidades Tapada das Necessidades Tapada das Necessidades
Prazeres é uma freguesia portuguesa do concelho de Lisboa, com 1,48 km² de área e 8 492 habitantes (2001). Densidade: 5 730,1 hab/km². A freguesia foi criada em 7 de Fevereiro de 1959, por desmembramento da freguesia de Alcântara. Nela fica situado o Cemitério dos Prazeres, o mais conhecido cemitério da cidade de Lisboa. É uma freguesia, em risco de ser extinta, pelo acordo PS/PSD em Lisboa.
Santa Maria de Belém
Museu do Combatente no Forte do Bom Sucesso Monumento aos Combatentes do Ultramar Á memória dos Soldados mortos ao serviço de Portugal Á memória dos Soldados mortos ao serviço de Portugal
Centro Cultural de Belém Doca de Belém Doca do Bom Sucesso Mosteiro dos Jerónimos
Ponte 25 de Abril, O Cristo Rei e o rio Tejo Rio Tejo Rio Tejo Av.da Torre de Belém
Torre de Belém 1ª Travessia Aerea do Atlântico Sul 1922 - Sacadura Cabral e Gago Coutinho 1ª Travessia Aerea do Atlântico Sul 1922 - Sacadura Cabral e Gago Coutinho Monumento aos Descobrimentos
Torre de Belém Belém (Centro Cultural, Mosteiro dos Jerónimos e Palácio da Ajuda "á direita no alto") Monumento aos Descobrimentos
Mosteiro dos Jerónimos
Pasteis de Belém Palacio de Belém Jardim Afonso de Albuquerque Museu da Electricidade
Av.da Indía em Belém no sentido para Algés Av.da Indía em Belém no sentido para Alcântara
Fábrica Nacional de Cordoaria Fábrica Nacional de Cordoaria Fábrica Nacional de Cordoaria
Santa Maria de Belém é uma freguesia portuguesa do concelho de Lisboa, com 3,39 km² de área e 9 752 habitantes (2001). Densidade: 2 878,4 hab/km².
Belém está ligada aos Descobrimentos, quando D. Manuel I subiu ao trono em 1495.
Hoje, Belém contém vários espaços verdejantes com museus, parques e jardins, possuindo um atraente ambiente ribeirinho com cafés e um passeio público.
Belém foi concelho autónomo entre 1852 e 1885, quando foi incorporado em Lisboa.
Era constituído pelas seguintes freguesias: Ajuda, Benfica, Carnide, Belém, Odivelas, Alcântara extra-muros, Santa Isabel extra-muros e São Sebastião da Pedreira extra muros.
Tinha 63 km² e 27 635 habitantes em 1864 e 30 747 em 1878.
Lisboa Antiga
PPS Lisboa Antiga
Lisboa á Noite
PPS Lisboa á Noite
Lisbon Night and Day
PPS Lisbon Night and Day
Igrejas de Lisboa
PPS Igrejas de Lisboa
Imagens Fotográficas de: Victor Garcia ================ Mapas,Brasões e Textos de: http://pt.wikipedia.org/
Voltar ao topo ============Voltar á lista